Tudo sobre o juiz Scheidweileri

Juiz Scheidweileri

Curiosa e bonita é a flor do Juiz Scheidweileri. Também chamado camarão rosa, talvez porque a sua forma, em pontas terminais, de formato tubular e abertas em dois picos que simulam uma espécie de lábios, um mais curto e outro mais comprido, nos lembra estes crustáceos. Mas não são só as flores, mas também o verde intenso das folhas que também lhe conferem beleza. 

Ainda temos muito que aprender sobre botânica e espécies vegetais e a justiça é um bom exemplo disso. Por isso decidimos dar espaço neste artigo para conhecer muitos fatos curiosos sobre o assunto e, porque não, talvez alguns de nossos leitores se sintam incentivados a cultivá-lo. 

Ter Justiça no jardim é um verdadeiro presente, pois suas flores são capazes de atrair múltiplas espécies polinizadoras e transformar o espaço em uma paisagem feliz e cheia de energias positivas. Além disso, é mais uma daquelas plantas que possui propriedades medicinais, por isso é aconselhável tê-la por perto. 

De onde vem o juiz Scheidweileri?

Juiz Scheidweileri

A justiça é um planta tropical cujas origens encontramos no México. Por isso também é chamado Justiça Mexicana. Embora receba outros nomes como Justiça Rosa, pois a cor principal de suas flores costuma ser essa ou, como mencionamos antes, “camarão rosa”. Além de ser um planta popular no México, o Scheidweileri é encontrado em áreas de América Central

O mais comum é encontrá-lo nas bordas das matas, embora também possamos avistá-lo em outros locais, desde que as condições ambientais sejam adequadas. 

Características do Juiz Scheidweileri

Juiz Scheidweileri

Esta planta pertence ao Família Acanthaceae. É uma planta alta que pode atingir metro e meio e se tornar uma grande atração onde quer que seja plantada. Não atrairá apenas a atenção de quem vier conhecer a espécie, mas, principalmente, de animais como insectos, pássaros e até beija-flores. É justamente por isso que é uma espécie preferida para decorar jardins e locais públicos. 

É uma planta densa que possui folhas verde-escuras vibrantes, ovais de formato oposto e bordas levemente dentadas. A cor intensa aparece no topo da folha, enquanto na parte inferior o tom clareia, criando um contraste marcante e bonito. 

Mas sem dúvida são as suas flores que fazem com que quem passa se apaixone por ela. Com suas cores rosa, vermelha ou roxa, tem formato de túbulos e se abre em dois lábios de comprimentos diferentes, que crescem como uma espiga. É a maneira sábia da natureza facilitar o trabalho dos polinizadores. 

De que cuidados o juiz Scheidweileri precisa? 

Como você deve estar imaginando, é uma espécie que necessita de condições climáticas típicas de uma região tropical. Em suma, o fatores-chave para cultivar com sucesso a Justiça Mexicana são os seguintes. 

luz indireta

Juiz Scheidweileri

La Justiça mexicana tolera sol direto, porque é uma planta resistente. Embora não seja aconselhável deixá-lo exposto ao sol intenso por muitas horas. Isso deve ser levado em consideração ao localizá-lo. 

O ideal é tê-lo onde receba luz, mas de forma indireta. Assim receberá a luz que necessita mas sem arriscar as folhas.

Temperaturas amenas

A temperatura que fará sua Justicia Rosa prosperar é temperatura amena, que se move nos intervalos de 18º a 24º. Se a temperatura subir um pouco, não há problema, desde que os graus não sejam insuportáveis ​​e excessivos. Mas o que a planta não tolera são temperaturas abaixo de 10 graus. Lembremos que se trata de uma espécie tropical e, portanto, climas frios não são a sua praia. 

De quanta rega o “Camarão Rosa” precisa?

Camarão Rosa precisa de umidade mas não alagamento. Portanto, a rega deve ser suficiente, mas não excessiva. É melhor esperar até que a camada superior do solo seque antes de regar novamente. Porém, será bom que ele tenha pedras ou seixos para ajudá-lo a manter sempre um pouco de umidade ou, se tivermos em casa, coloque um umidificador por perto. 

Como deveria ser o piso? 

Na hora de escolher o solo que irá abrigar a cultura, ele deve ser rico em matéria orgânica e ter boa drenagem para evitar o acúmulo de água. Além disso, será bom para a planta se você ajudá-la a se desenvolver adicionando um bom fertilizante nos meses de primavera e verão. 

A justiça pede para você podar

Juiz Scheidweileri

Uma dúvida frequente quando nos deparamos com os cuidados com uma nova cultura, principalmente quando se trata de espécies ornamentais, é se é aconselhável ou não podar e com que frequência fazer essa poda.

A resposta neste caso é sim, a Justiça apreciará que você a poda de vez em quando. O momento certo será quando você perceber que há folhas danificadas ou sem vida. Com a poda você poderá revitalizar a planta, potencializar seu crescimento e, ao mesmo tempo, deixá-la mais bonita. 

Como a Justiça é reproduzida

Se você está pensando em reproduzir exemplares, uma boa fórmula é aproveitar as mudas. Mas tenha paciência e espere até que atinjam pelo menos 10 centímetros, para que sejam fortes o suficiente para aderir ao solo e crescer.

Pragas e doenças comuns da espécie

Esta é uma planta propensa a pragas e doenças, por isso você deve prestar muita atenção. Quanto às pragas, certifique-se de que não haja pulgões, ácaros ou cochonilhas, já que são os problemas mais comuns. 

Das doenças, a podridão das raízes é a que ocorre com mais frequência e se deve à rega excessiva. Você evitará a doença se regar com moderação e mudar o substrato para que tenha uma boa drenagem.

Por que plantar Justicia Scheidweileri

Temos falado longamente sobre a beleza da Justiça e a sua capacidade de preencher o seu ambiente com espécies animais belas e atraentes. Portanto, só com isso podemos lhe dar muitos argumentos para incentivá-lo a cultivá-lo. 

Além disso, há culturas que há anos aproveitam esta espécie para tratar doenças respiratórias e inflamações. É uma planta medicinal, além de um atrativo ornamental para o seu ambiente. 

Por tudo isso, achamos interessante conversar com vocês sobre o Juiz Scheidweileri. Você já a conhecia? O que você acha?


Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.