5 dicas para cultivar plantas comestíveis em espaços pequenos

Plantas comestíveis em pequenos espaços

Nestes tempos, ter a nossa própria horta para autoconsumo é uma grande vantagem e, mais do que nunca, está a tornar-se quase uma necessidade que está a criar novas tendências, modificando o nosso estilo de vida. Cultivar em casa significa economizar na lista de compras, sem precisar abrir mão de uma boa alimentação. Portanto, se você também é daqueles que reclama toda vez que vai às compras no mercado e acha proibitivo o preço das verduras e plantas comestíveis, talvez deva ler este artigo. Porque vamos compartilhar com vocês 5 Dicas para cultivar plantas comestíveis em espaços pequenos.

Não importa que você não tenha um grande pedaço de terra no campo para cultivar. Mesmo em pequenos canteiros em casa ou, se tiver um terraço, pátio ou pequeno jardim, pode experimentar como é ver os seus próprios vegetais crescerem e serem cuidados. Logicamente isso tem seus limites, porque haverá espécies que não poderemos cultivar, pois precisarão de um mínimo de espaço ou de condições que não podemos oferecer onde vivemos. Mas certamente temos muitas outras opções das quais podemos aproveitar. 

Cultive plantas comestíveis com sucesso 

Plantas comestíveis em pequenos espaços

Se você já se atreveu a cultivar plantas comestíveis em casa e você falhou, possivelmente é devido a erros que cometemos muito comumente. Por exemplo, você cometeu um erro ao regar e o fez em excesso ou não teve água suficiente; Você perdeu luz e sua planta faltou luz ou foi queimada pelo sol direto. También pudo ocurrir que le faltaran nutrientes, o que esa planta recibiera algún daño, por ejemplo, si está expuesta a terceros, que le echaran colilla de tabaco, orina de perro o gato, excrementos de aves, o alguna otra sustancia dañina que acabó mermando o cultivo. 

Às vezes, o nosso fracasso é plantar plantas que não são adequadas às condições que podemos proporcionar-lhes. Ou, simplesmente, que se trata de espécies com um ciclo de vida curto que, numa questão de meses, nos dão todo o seu esplendor mas acabam por morrer. Porque as plantas também envelhecem e morrem, embora algumas espécies vivam mais que outras. 

Se desta vez você quer ousar cultivar plantas comestíveis em pequenos espaços e faça com sucesso, leve em consideração essas 5 dicas e, posteriormente, conte-nos como foi sua experiência. 

1. Escolha as melhores plantas comestíveis para espaços pequenos

Nem todas as plantas conseguem prosperar bem em espaços pequenos, mas outras funcionam bem. Então confira a lista plantas comestíveis adequadas para pequenos espaços e escolha aqueles que lhe parecem mais interessantes. 

A lista é extensa e vai desde plantas aromáticas, que são as mais comuns de se ter em pouco espaço, por exemplo se quiser cultivar plantas comestíveis em casa, até mesmo alguns vegetais como:

  • pimentas
  • Espinafre
  • Alface
  • Rabanete
  • Tomates cereja
  • Morangos
  • Pepinos
  • Vagem
  • Ervilhas

Entre as plantas aromáticas que você pode plantar em miniespaços são muitas:

  • Manjericão
  • Cilantro
  • Peppermint
  • Alecrim
  • Hortelã

Existem mais, mas estas são as mais simples e viáveis ​​para crescer em pequenos espaços e que melhor sobrevivem ao nosso clima.

2. A técnica de cultivo correta

Plantas comestíveis em pequenos espaços

existem diferentes técnicas agrícolas e nem todos são igualmente apropriados para todas as espécies de plantas comestíveis. Saiba bem qual das técnicas é adequada para a cultura em questão e aplique-a. 

Considerando que o seu espaço de cultivo é pequeno, você pode recorrer a truques com técnicas que sejam viáveis ​​e, ao mesmo tempo, economizem espaço. Por exemplo, você tem a opção de jardins verticais aproveitar ao máximo seus cantos para transformá-los em hortas caseiras

Você mesmo pode projete seu próprio jardim ou jardim vertical. Para isso você pode optar pela reciclagem, utilizando tabelas de madeira reciclada, garrafas de plástico para projetar plantadores suspensos ou mesmo torres para empilhar vasos verticalmente.

3. Aproveite bem o espaço

Não se trata apenas de economizar espaço, mas de saber aproveitá-lo ao máximo, para isso você pode alternar seus plantios, praticando rotação de colheitas. Tente mudar suas culturas a cada estação e aprenda a plantar vegetais ou plantas comestíveis que sejam raízes profundas junto com outras raízes superficiais. Assim, o aproveitamento do solo é maximizado e seus nutrientes são aproveitados ao máximo. Essa técnica, conhecida como “plantio em camadas”, é muito eficaz e benéfica para o solo.

Por outro lado, se você gostaria de multiplicar magicamente os metros da sua pequena horta para ter um local para guardar suas ferramentas, quase podemos dizer que você pode conseguir isso. Como? É mais simples do que parece, pois basta comprar ou fazer recipientes multifuncionais, que servirá de mesa ou gavetas para seus pertences e de suporte para seus vasos de flores.

4. Fundamental: cuidar bem de cada safra

Plantas comestíveis em pequenos espaços

Terá que conhecer bem cada planta e satisfazer as necessidades de cada uma em termos de tipo de solo, fertilização, irrigação, iluminação e temperatura. 

irrigação

Conheça os métodos de irrigação que tem à sua disposição e que, mesmo que o seu jardim seja pequeno, poderá aplicar de forma mais ou menos profissional, adquirindo os instrumentos ou desenvolvendo o seu próprio sistema, mesmo que seja mais rudimentar. 

Por exemplo, existem os gotejamento e auto-irrigação. São bons métodos se, por algum motivo, não podemos ficar o dia todo esperando para regar. 

Luz

A luz é outro fator chave para que uma planta cresça saudável e forte. Se o local onde você vai cultivar plantas comestíveis em pequenos espaços não recebe o suficiente luz do dia, nada impede que você a substitua por luz artificial. Isto é o que Luzes LED de espectro total

Outro truque é colocar superfícies reflexivas para ampliar a luz natural recebida na área. 

Enriqueça o solo da sua colheita

Não se esqueça também da necessidade de enriquecer o solo do seu jardim urbano. Você pode fazer isso usando um composto caseiro e adicionando fertilizante orgânico de qualidade. É um investimento mínimo que você mais do que recuperará quando tiver sua planta comestível pronta para consumo. 

5. Controle de pragas e doenças

Não só os grandes agricultores enfrentam pragas e doenças nos seus jardins, mas você também, na sua pequena colheita, pode encontrar este problema. Observe e preste atenção a sintomas como folhas amarelas ou deformadas, o que pode indicar falta de nutrientes ou a existência de doenças.

Manchas pretas ou marrons, que alertam para a presença de fungos. E também insetos de qualquer espécie. Resolva imediatamente, aplicando um fertilizante, modificando a irrigação ou a exposição à luz e aplicando um inseticida biológico adequado para consumo, conforme o caso. 

Já que estamos falando de plantas que você vai comer, o que você pode fazer é usar remédios naturais, colocar cebola ou alho na planta, que são repelentes naturais. 

Com estes 5 Dicas para cultivar plantas comestíveis em espaços pequenos, você terá sua despensa coberta, economizando dinheiro e se tornando seu próprio agricultor. Porque é mais simples do que parece, embora exija dedicação da sua parte. 


Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.